Por que avaliar o desempenho do seu time?

Conhecendo as diversas formas de gerar um bom desempenho!

A Avaliação de Desempenho é muito utilizada com o objetivo de conhecer como estão os participantes de uma organização e traçar formas que possibilitem que os mesmos se desenvolvam. O objetivo maior da prática é possibilitar o autoconhecimento, desenvolvimento e reconhecimento para o membro da organização, fazendo com que ele procure sua melhoria contínua para o cargo em que se insere e na forma em que se relaciona com as pessoas, podendo assim trazer melhores resultados para a empresa.

A primeira abordagem da gestão do desempenho das pessoas surgiu no período da Revolução Industrial, e ao longo do tempo foi evoluindo e mudando suas percepções, sendo focada atualmente na avaliação do resultado do trabalho e do comportamento das pessoas.

A partir desse foco, se torna importante identificar o conhecimento, as habilidades e as atitudes de cada indivíduo, repassar feedbacks embasados e construtivos, fazer uma análise de melhorias e o conhecimento da empresa e do funcionário. Além dessas fundamentações e aplicações de uma Avaliação de Desempenho, existem alguns desdobramentos da mesma que devem ser levados em consideração.

O primeiro desdobramento é a Avaliação por Competência, normalmente a mais utilizada, que se direciona quanto ao campo técnico e comportamental do indivíduo ao ocupar determinado cargo ou grupo de cargos. Ao utilizar este tipo de avaliação, é possível aumentar o capital intelectual e as competências pessoais, conseguindo, dessa forma, gerar vantagens competitivas ao longo do tempo para os indivíduos.

Um outro tipo é o que tem como base a concepção da Escolha Forçada, entendida como a ideia de que devem existir funcionários com bons e ruins desempenhos. Há também a Avaliação por Resultados, utilizada pela maioria das empresas consagradas no mercado, que se preocupa se as metas traçadas estão sendo alcançadas ou não pela organização e se os resultados pretendidos estão sendo atingidos.

Ainda existem a Avaliação por Objetivos, que faz com que sejam traçados objetivos para cada indivíduo pertencente à empresa; a Comparação Binária, que se compara uma pessoa com outra e é muito utilizada quando é necessário uma redução no quadro de funcionários de uma organização; e a Atribuição de Grau, que estabelece parâmetros de avaliação e merece uma atenção maior.

Para completar as formas de Avaliação de Desempenho, existe a que funciona a partir dos Incidentes Críticos, na qual pontos críticos do desempenho de um indivíduo são analisados e há relatos do que a pessoa fez de errado, para que sejam traçados Planos de Ação sendo possível avaliar o desempenho de forma consistente.

Diante desses desdobramentos, a organização pode aplicá-los de diferentes formas. Um desses é o formato da avaliação por 90 graus, que pode ter auto avaliação ou não, mas se concentra no líder avaliando seu subordinado. Há também a de 180 graus, cujo líder avalia o liderado e o avaliado se auto avalia, e a de 360 graus, em que todos os pertencentes a um grupo inserido na organização se avaliam. Outra forma de Avaliação é a 450 graus, quando a organização chama um consultor externo para avaliar as pessoas.

Portanto, com todas as variações de aplicações de uma Avaliação de Desempenho, o que se espera posteriormente a sua utilização é que ocorra o feedback de forma efetiva na organização e que Planos de Ação sejam traçados conforme o desempenho avaliado do membro para que haja o acompanhamento eficaz do mesmo. É válido ressaltar a importância que cada colaborador possui e deixar claro o foco de que ele, em uma empresa, deve ser um facilitador de promoção e orientação pessoal e profissional das pessoas.

marcela
Marcela Dourado
Analista de Pessoas da A.C.E. Consultoria


Deixe uma resposta