JEWD: Dia Mundial da Empresa Júnior

Hoje, não podíamos deixar de falar dos Empresários Juniores, seres inconformados, que buscam se diferenciar no mercado, impactando a sociedade e tornando-se os futuros líderes do mundo!

Antes de entender o que é ser um Empresário Júnior, é preciso compreender o que é uma Empresa Júnior (EJ)! O Movimento Empresa Júnior (MEJ) é o maior movimento quando se fala em formação de empreendedores, permite desenvolver competências como trabalho em equipe, liderança, visão sistêmica, empatia, entre outras, o que permite que o jovem esteja muito mais preparado para entrar no mercado de trabalho e superar os desafios diários.

E por que o mercado deve investir em empresários juniores?

  • Ser um Empresário Júnior é ser inconformado

“Sair da zona de conforto”: essa é a frase clássica e mais verdadeira de todos os empresários juniores!

Um Empresário Júnior é aquele universitário que trabalha em uma empresa vinculada a sua universidade sem ser remunerado por isso, mas o que muitos não conseguem enxergar é o que existe por trás. Um empresário júnior é aquele universitário que busca experiências muito além do que a universidade e um estágio podem vir a oferecer, experiências que possibilitam despertar seu espírito empreendedor ainda em seu período de graduação.

  • Buscam por experiências e capacitações ainda na faculdade

O empresário júnior aprende ainda na graduação como é o mercado de trabalho, já podendo ter suas primeiras experiências no primeiro período da faculdade, tornando-se um profissional mais preparado. O MEJ proporciona aos estudantes uma vivência prática da vida profissional.

A Empresa Júnior é uma das principais formas de impulsionar a carreira ainda dentro da universidade, permite que você desenvolva competências e habilidades que serão de extrema importância para se diferenciar no mercado de trabalho. A experiência de ser um empresário júnior proporciona desafios que exigem que você saia da zona de conforto e busque as melhores formas para solucioná-lo, o que irá permitir um maior desenvolvimento do jovem universitário, quanto mais desafios ele encarar, mais capacitado e preparado estará para o mercado de trabalho.

  • O empresário júnior impacta a sociedade.

Além de buscar o desenvolvimento pessoal e profissional, o Empresário Júnior tem o objetivo de impactar o ambiente em que vive. Está na missão da Confederação de Empresas Juniores do Brasil, a Brasil Júnior, que o movimento deve ser agente de formação de empreendedores capazes de transformar o Brasil. No Brasil, já são mais de 300 empresas juniores federadas, mais de 11 mil empresários juniores e quase três mil projetos por ano, são números como esses que mostram o impacto desse movimento.

Mas além do impacto conjunto de todo o Movimento, dentro de sua EJ, o Empresário Júnior pode impactar também a sociedade. A A.C.E. Consultoria, por exemplo, conta com práticas socioambientais ao longo de todo o ano, como o Plantaí, que planta mudas de árvores na Universidade Federal de Pernambuco duas vezes ao ano (você pode conferir o vídeo do Plantaí 2016.1 aqui).

  • A Empresa Júnior forma os futuros líderes do mundo.

O ambiente de empresa júnior é um laboratório para formação de novas lideranças. A empresa júnior permite desenvolver competências necessárias para um bom líder: autoconhecimento, espírito de equipe, tomada de decisões, bom relacionamento interpessoal, versatilidade, entre tantos outros benefícios.

Na empresa júnior, o estudante descobre o que gosta e não gosta, passa a conhecer seus limites, passa a saber como se portar em determinadas situações, aprende a gerenciar as próprias emoções. Tendo um bom autoconhecimento, consegue ter um bom relacionamento interpessoal e construir um time. Toda empresa júnior é um time, os empresários juniores precisam compartilhar dos mesmos valores e objetivos dentro de sua EJ para que consigam alcançar seus resultados.

E no ambiente de Empresa Júnior, nenhum dia é igual ao outro, é por isso que empresários juniores aprendem a ser versáteis, lidando bem com mudanças, entendendo e buscando oportunidades mesmo que a situação não seja favorável.

Todas essas competências são desenvolvidas diariamente dentro da gestão da Empresa Júnior, independente de seu cargo, e ainda na sua rede de contatos. E nada melhor do que aprender com aqueles que escolhem liderar o seu próprio negócio ou CEOs de grandes multinacionais. O empresário júnior conhece pessoas e aprende a se relacionar, já desenvolvendo seu lado interpessoal quando passa a negociar e conversar com profissionais que vão desde um empreendedor individual até mesmo um CEO de alguma multinacional.

____

Quer conhecer mais da A.C.E. Consultoria? Entre em contato conosco! Ou ainda, quer fazer parte do Movimento Empresa Júnior? A A.C.E. Consultoria está com o processe seletivo aberto, inscreva-se!

marcelo
Marcelo Duarte
Presidente da A.C.E. Consultoria


Deixe uma resposta