Afinal, o que é a segmentação de mercado?

Se está planejando abrir um negócio, precisará de muito estudo, pesquisa e dedicação. Se já tem uma empresa aberta, provavelmente passou por períodos em que tirar as ideias do papel e mesmo formulá-las exigiu conhecer o terreno. Reposicionamento de marca, expansão de nicho, lançamento de produto… A primeira pergunta é: para quem você vai vender? E ela não para após “concluída”. Na realidade, conhecer o seu público é uma tarefa constante e necessária para o sucesso da sua empresa. Principalmente no mundo digital, será sempre imprescindível manter-se atualizando e conhecendo as vontades e características do seu público. E é aí que entra a segmentação de mercado.

O conceito de segmentação de marketing nasceu com Wendell R. Smith, em seu artigo “Diferenciação de Produto e Segmentação de Mercado como Estratégias de Marketing Alternativas”, cuja obra é uma análise de vários exemplos de segmentação de mercado em 1956.

Na prática, a segmentação de mercado consiste em um método de identificação das características e hábitos dos seus grupos de possíveis clientes, possibilitando conhecimento aprofundado que favorece a comunicação e marketing. Os membros desses nichos compartilham características semelhantes e aspectos em comum. Assim, você personalizará as campanhas, estabelecerá o foco, atingindo o público específico, reduzindo custos e favorecendo os resultados. No mundo atual, onde a estratégia customer centricity é uma grande aliada, tornar sua disponibilização de serviços mais humanizada é ideal e significa inteligência de mercado.

Diferenças entre pesquisa de mercado e segmentação de mercado

O método da segmentação de mercado permite a criação de uma noção objetiva de quem são os consumidores, como se comportam e se relacionam com a sua marca. A pesquisa de mercado é mais ampla, menos específica, estuda coleta e interpreta as informações. É uma orientação formal para estratégias futuras. Faz parte da pesquisa a segmentação, então ambas normalmente caminham juntas. O objetivo é apontar os gostos e atitudes do seu público, tornando mais fácil traçar o seu processo decisório e entender a experiência do usuário, percursos essenciais para a qualidade do seu serviço. É eficiente até mesmo para escolher o local ideal para abrir a sua empresa.

Você saberá o que fazer para divulgar os seus produtos ou os seus serviços e, quando precisar de mudanças no negócio, a segmentação também será excelente orientadora. Ela guiará o processo de comunicação, relacionamento com os clientes e divulgação da empresa.  É um guia essencial, pois resolve um grande problema do marketing atual: as taxas de conversões. Quando suas campanhas são personalizadas, otimizando sua assertividade nas etapas de venda, seus resultados melhorarão.

Como fazer uma boa segmentação de mercado?

Uma campanha segmentada para um público específico gera mais resultado por se relacionar com as pessoas certas, diminuindo o tempo de venda e o gasto inútil de recursos. É importante entender que existem subgrupos da segmentação que se baseiam na característica em foco. Você poderá verificar qual é mais útil para o seu caso. Por exemplo:

  • Segmentação geográfica;

Pessoas de diferentes regiões tem vidas, valores, costumes, motivações e estilos diferentes. A segmentação geográfica acontece quando você separa seu público por país, estado, cidade, bairro, etc. Como falamos anteriormente, é interessante também para quem está abrindo a empresa e precisa decidir a localização trabalhar com Geomarketing. Adeque o seu serviço às condições de distância, recursos, necessidades que as condições locais disponibilizam.

  • Segmentação demográfica (gênero, idade, profissão, renda, etc);

São homens ou mulheres? Qual a faixa etária deles? Qual a classe social dessas pessoas? Quantos membros há na família? A nacionalidade, ocupação, religião… O comportamento do seu cliente será intensamente influenciado pela demografia.

  • Segmentação psicográfica;

Atitudes, conceitos, valores… Atualmente, utilizar uma marca também é uma forma de demonstrar opinião. Marcas que não defendem os valores do seu público são negativadas facilmente na era digital.

  • Critérios comportamentais e/ou estilo de vida;

Estude o relacionamento que o cliente mantém com a sua marca. O tempo, etapas, momento e duração da compra. É importantíssimo para o seu funil de vendas.  Por quais motivos o seu cliente procura seu serviço? Dentro dessa segmentação, existe:

  • Quem já conhece o produto,
  • Quem não conhece o produto,
  • Quem já utilizou o produto,
  • Usuários potenciais,
  • Usuários constantes,
  • Usuários iniciantes.

Assim, entenderá as problemáticas que você precisa solucionar durante o processo. É interessante pensar, nesse momento, em medir a satisfação do público com os seus serviços.

Esta são as práticas de segmentação mais comuns. É claro, tudo dependerá da sua definição de objetivos e metas. Quais são as informações necessárias para as estratégias que precisa implementar? Assim, identifique os comportamentos, desejos e necessidades dos potenciais públicos-alvo que serão interessantes para encontrar as oportunidades e ameaças. Nessa etapa, perceba as forças e fraquezas da sua empresa, redirecionando os esforços em prol dos resultados e finalmente criando tais estratégias.

Conte conosco em soluções completas para segmentar seu público, gerar leads e convertê-los em clientes. Entre em contato com a nossa equipe e saiba como podemos ajudar sua empresa com diagnósticos gratuitos, desde pesquisa de mercado até criação de um plano otimizado de marketing.

Fale com um consultor

Leia também