Para uma empresa, deixar as metas bem claras significa mais produtividade. Quando a equipe sabe até onde precisa ir, o planejamento e as práticas ficam mais assertivos.

A importância de ter metas inteligentes, principalmente para que o capital não seja perdido com objetivos irrealistas ou desperdícios, faz toda diferença na hora de estabelecer uma boa gestão financeira.

Para te ajudar na construção de alvos bem direcionados, queremos te apresentar as Metas Smart!

O que é o método SMART?

O método SMART é a sigla para “Específicas, Mensuráveis, Alcançáveis, Relevantes e Temporalizadas” em tradução livre do inglês: Specific (S), Measurable (M), Attainable (A), Relevant (R) e Time based (T). 

Na prática, as letras da sigla SMART resumem uma metodologia para criação de metas para negócios, fluxos, processos e projetos em geral. Metas eleitas de forma tão precisa vão ser eficazes para a gestão financeira, gerando otimização quando são aplicadas ao dia a dia dos colaboradores. A técnica se encaixa perfeitamente para as finanças. 

Como a estratégia pode auxiliar na gestão financeira?

A frase “Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve” é muito famosa, você com certeza já deve ter ouvido falar. 

De fato, é um dizer que resume muito bem a grande ajuda que o método SMART traz para a construção de metas, afinal, como tomar decisões para atingir metas que não estão claras? Como transmitir os resultados que queremos para os nossos colaboradores e como saber se esses resultados são de fato os ideais para a nossa empresa?

É necessário, principalmente para um departamento tão exato quanto o financeiro, saber onde quer chegar para traçar o caminho até lá. Na realidade, esse método é interessante até mesmo para padronizar o processo até o alcance das metas, dado que uma equipe perdida não sabe como agir para atingir certos resultados e continuará praticando vendas apenas pela intuição.  

Com a técnica, você fará uma observação estratégica do comportamento das finanças da sua organização, garantindo mais eficácia na gestão financeira e mais retorno dos investimentos. 

Quais metas devo colocar?

Para começar, conheça bem o seu negócio! Analise toda a estrutura financeira antes de colocar em prática a técnica SMART. Apresente o método para a equipe e, com a ajuda dos colaboradores que elegeu para essa tarefa, comece a construir o planejamento.

As metas podem ser “gerais”, ou seja, aumentar capital ou lucro líquido, reduzir custos, expandir projetos… O céu é o limite, mas isso não significa metas irrealistas ou genéricas.

O S, de Specific ou Específicas, pressupõe metas bem planejadas, assertivas e embasadas nas pesquisas sobre o seu negócio e o mercado. Anotar como meta apenas “melhorar o cenário financeiro” não guia a equipe.

O M, de Measurable ou Mensuráveis, determina que métricas de valor são mais interessantes e eficazes, como “aumentar o faturamento em x”, “diminuir custos em y”, etc. Assim, também são metas mais específicas e deixam claro o que a equipe tem que planejar para alcançar. 

O A, de Attainable ou Alcançáveis, relembra que as metas não podem ser inalcançáveis e devem ser viáveis economicamente! Fique atento para ter esse cuidado, pois objetivos muito difíceis podem podem prejudicar o engajamento e desanimar a equipe.

Finalmente, as metas precisam ser Relevantes – Relevant (R) e Temporalizadas – Time based (T), ou seja, devem de fato ser importantes para a sua empresa e devem ter um tempo limite: alcançadas em três meses, um ano ou o tempo que achar necessário. 

A gestão de finanças eficaz e a construção de um bom planejamento financeiro fazem toda a diferença para a sua empresa. É importante planejar e executar de forma criteriosa todas as práticas corporativas, evitando custos desnecessários e garantindo o lucro. 

Lembre-se de acompanhar sempre os resultados e as métricas. Metas não podem ser construídas sem muito estudo sobre o setor financeiro do negócio.

Implementar uma metodologia assertiva para auxiliar na gestão das finanças é a grande diferença entre um negócio fracassado e bem-sucedido. A área que gere o capital precisa ser tratada com todo cuidado e atenção. Para isso, é necessária uma Consultoria Especializada. 

Conte com a equipe capacitada da A.C.E. para construir o planejamento financeiro mais adequado para as metas da sua empresa. Você não precisa se sentir perdido no meio de tantos números, é essencial ter especialistas liderando essa área tão delicada e guiando a sua equipe na tomada das decisões. Fale conosco.

Fale com um consultor

Leia também